Seguidores

domingo, 16 de outubro de 2011

O viajante

Um homem viajando de balão se perdeu e resolveu parar em uma cidade para pedir informações:
-Por favor, onde estou?
- Você está nas coordenadas 30°s 45°w e o norte fica naquela direção .
- Você é físico?
- Como você sabe?
- É que você me deu uma resposta que mostra seu conhecimento do espaço ao seu redor.
Seguindo viagem o homem novamente se perde e pára em outra cidade.
- Por favor, onde estou?
- Você está em Cascavel, a igreja fica ali na frente, o prefeitura é virando aquela rua e se você seguir por esta estrada vai parar em Fortaleza.
- Você é engenheiro?
- Como você sabe?
- É que você me deu uma resposta que me mostra seu conhecimento da cidade.
Novamente perdido o baloneiro para na terceira cidade.
-Por favor, onde estou?
-Você está em um balão.
-Você é matemático?
-Como você sabe?
-É que você me deu uma resposta única, exata e que não me serve pra nada.
Pesquisa realizada no site:
http://www.fazendomatematica.com/2010/08/piadas-matematicas.html

Sociólogo,físico e matemático

Um sociólogo, um físico e um matemático recebem uma mesma quantidades de cerca, e pede-se para que eles cerquem a maior área possível. O sociólogo pensa por um momento e decide cercar uma área quadrada. O físico, percebendo que podia cercar uma área maior, imediatamente coloca sua cerca em forma de círculo, e sorri. “Quero ver você superar isso!”, ele diz para o matemático. O matemático, em resposta, pega uma pequena parte de sua cerca, enrola-a em volta de si e exclama: “Eu me defino como estando fora da cerca!”


Pesquisa realizada no site:

http://www.fazendomatematica.com/2010/08/piadas-matematicas.html

Viúva

 Um homem pode casar com a irmã de sua viúva?






Pesquisa realizada no site:
http://www.jogos.antigos.nom.br/qclog.asp

Visitando a namorada

Um homem vai visitar sua namorada. Ao chegar no prédio da amada, ele entra no elevador, sobe até o 10° andar. De lá, segue, pelas escadas, até o 18° andar, onde mora a moça. Na hora de ir embora, chama o elevador, no 18° andar, descendo direto até o térreo.
Sabendo-se que o homem não é atleta (e não sobe as escadas para fazer exercícios...) nem o elevador encontra-se quebrado, explique porque ele age desta forma.



Pesquisa realizada no site:
http://www.jogos.antigos.nom.br/qclog.asp

Atravessando o rio

Você precisa atravessar um rio com um leão, um carneiro e um fardo de capim. Na canoa, só cabe um animal ou o fardo de capim por vez. Se você levar o capim, o leão come o carneiro; se levar o leão, o carneiro come o capim. Como fazer?




Pesquisa realizada no site:
http://www.jogos.antigos.nom.br/qclog.asp

O número 6

Como no exemplo, você deve usar todos os recursos matemáticos para fazer com que o resultado da seqüência de números seja sempre "6":
1  1  1 = 6
2+2+2 = 6

3  3  3 = 6
4  4  4 = 6
5  5  5 = 6
6  6  6 = 6
7  7  7 = 6
8  8  8 = 6
9  9  9 = 6

Pesquisa realizada no site:
http://www.jogos.antigos.nom.br/qcmatem.asp

Como cozinhar um ovo

Você precisa cozinhar um ovo por dois minutos exatos, mas tem somente uma ampulheta que marca 5 minutos e outra que marca 3 minutos. Como fazer?




 Pesquisa realizada no site:
http://www.jogos.antigos.nom.br/qcmatem.asp

O trem

Quanto tempo leva um trem, de um quilometro de comprimento para atravessar um túnel de um km de comprimento, andando a 1 km por minuto?






Pesquisa realizada no site:
http://www.jogos.antigos.nom.br/qcmatem.asp

A Matemática de relacionamentos


Pesquisa realizada no site:
http://www.youtube.com

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Matemática:Ensino,Mitos e Religião

A matemática não é certamente o único exemplo de ensino dissociado. Mas esta dissociação tem levado as pessoas a um horror muito grande de tudo aquilo que elas identifiquem como matemática. Assim, pessoas muito inteligentes assumem uma posição passiva frente a esta "incompetência adquirida", não raro desenvolvendo auto-avaliações bem ruins. A matemática, que historicamente sempre esteve na interseção dos conhecimentos científicos, é o principal agente da colcha de retalhos em que se transformou a produção de conhecimento científico e sua consequente escolarização. Na escola, maus alunos em matemática, automaticamente se tornarão maus alunos em física e química e via de regra, excelentes em português e história. Parece que está escrito, parece que tem de ser assim.
Esta falsa incapacidade tem gerado um medo de aprender matemática, limitando a vida das pessoas, que se vêem como incapazes, de maneira determinista.
A matemática já de muito tempo é utilizada como forma de selecionar pessoas. Os mais capazes, diz a escola, sabem matemática. Os pais, por sua vez, reforçam esta tese ao premiar boas notas em matemática, independentemente de suas notas em história e português, por exemplo. Alunos que não sabem matemática acham-se burros e desenvolvem perda de auto-estima, que irá acompanhá-los - em muitos casos - por toda a sua vida.
Mas, o sonho da matematização do mundo é possível ? Tudo pode ser matematizado ? A matemática pode explicar tudo ? Todos os fenômenos físicos ? E o que dizer das emoções, sentimentos, raiva, amor, sonhos, ciúmes, inveja, desejos, saudade são matematizáveis ? E a sociedade ? A literatura, a política, a história das civilizações ? Pode-se equacionar ?
Precisa-se questionar estes aspectos da vida social, das emoções. Os pitagóricos queriam relacionar matemática com frieza, mas quando reduziam tudo a números, na realidade queriam reduzir a vida a um mero jogo de códigos, regulamentos, a uma vida estandartizada.
MATEMÁTICA E RELIGIÃO


A aura da matemática como uma ciência esotérica, para poucos iniciados, permanece até hoje. Continua-se a ensinar matemática como uma ciência à parte, hermética, desligada da realidade, ou melhor acima dela. É a visão de uma matemática perfeita, organizada, harmoniosa e sem contradições, como se não fosse humana, porque imperfeita, e sim divina.
Os alunos, humanos que são, naturalmente à primeira dificuldade, recuam frente à perfeição, e recolhem-se à sua insignificância. Está deflagrado o processo!
Em realidade, as religiões, assim como a matemática expressam visões de mundo que procuram explicar as relações entre o homem e o universo. Cada religião estabelece práticas que visam atingir um ideal de vida humana e uma teologia que manifesta a natureza de Deus e sua relação com os homens. A matemática também procura um conhecimento ideal e investiga a sua relação com o mundo. Neste sentido, tem alguma coisa em comum com a religião. Se os objetos da matemática são objetos conceituais e identificarmos como os idealistas que a realidade destes objetos está encerrada na consciência do sujeitos, então ao compartilharmos estes conceitos teremos lançado as bases da crença matemática.
A diferença é que enquanto teólogos divergem sobre os dogmas e sobre suas consequências, parece que no campo matemático reina a mais absoluta paz entre seus adeptos. Será a matemática uma forma de religião ?
                     
                                                                                               Autor:Armando Maia
Pesquisa realizada no site:
revista alquimia digital
http://aquimia.vilabol.uol.com.br/matematica/page5.html

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

A matemática do emagrecimento


Emagrecer, perder peso, ver os números da balança diminuírem. Um cenário perseguido pela grande maioria da população que hoje é formada por obesos e indivíduos com sobrepeso leve ou moderado.

Dentro de uma sociedade sedentária e que, cada vez come mais calorias e menos nutrientes, não seria de se esperar outra coisa. Estamos morrendo pela boca.

Assim como o cigarro, uma má alimentação mata lenta e cruelmente. As doenças geradas por uma nutrição desregrada vão desde doenças de pele até o diabetes, pressão alta e doenças cardíacas, essas sim geralmente fatais.

Então o que fazer? Na minha opinião em primeiro lugar precisamos entender o básico sobre alimentação e nutrientes. Ensine aos seus filhos. Comer não pode ser somente pelo prazer. A função primordial da alimentação é nutrir nossos corpos e mentes com vitaminas e minerais, também conhecidos como micronutrientes e carbohidratos, proteínas e gorduras boas, os macronutrientes.

Sabe-se que as vitaminas e minerais são fundamentais para um bom funcionamento do organismo como um todo e do sistema imunológico principalmente e isso deve ser levado em consideração em qualquer tipo de dieta.

Por outro lado, o ponto chave para emagrecer de fato é o controle das calorias. Vitaminas e minerais não contém calorias.

Ou você come mais do que queima e engorda ou vice-versa. É simples como a matemática primária. E mais, numa estratégia de emagrecimento, é muito mais fácil e simples reduzir a ingestão calórica do que tentar queimar mais calorias. Raciocine comigo: Mais fácil deixar de comer um sanduíche de 500kcal ou fazer uma aula de spinning de 1 hora para queimar essa mesma quantidade?

Assim sendo vamos aprofundar nossa análise. Nem todas as calorias são iguais. Lembra da pirâmide alimentar? Você tem nela os alimentos energéticos e construtores. Carbohidratos como as frutas, pães, arroz, macarrão, batata, entre outros são a fonte principal de energia do corpo.

As gorduras provenientes da manteiga, óleos, gorduras das carnes, entre outras, também são fontes de energia mas o corpo prefere armazena-las do que queima-las. Alguém dúvida disso?

Finalmente temos os alimentos construtores. Sim, são as proteínas, encontradas no leite e derivados, carnes, ovos e suplementos concentrados. Esse tipo de nutriente forma e reconstrói os tecidos do corpo. Músculos, pele, cabelos, unhas, órgãos vitais.... tudo formado por proteínas.

Elaborando ainda mais essa análise chegamos a conclusão que se você quer emagrecer com saúde, alimente-se mais com proteínas de boa qualidade para manter seus tecidos em ordem e reduza a ingestão de calorias provenientes de alimentos energéticos.

Essa atitude educa seu corpo a buscar a energia que ele precisa na reserva de gordura que todos nós temos especialmente aonde não queremos: abdômen, cintura e quadris, basicamente.

De fato a natureza humana é muito eficiente em armazenar. Questão de sobrevivência, afinal muito pouco de nossa genética mudou desde o homem das cavernas que precisava caçar para se alimentar e muitas vezes passavam dias sem comer.

Com aplicação da ciência da boa nutrição, qualquer um pode emagrecer. Veja bem, não discutiremos aqui aqueles privilegiados que emagrecem mais facilmente. Isso é o biótipo de cada um e precisamos nos concentrar em nós mesmos apenas.

Finalmente, falando em calorias, pense que, 1g de carbohidrato de 4kcal, 1g de proteína também tem 4kcal mas 1g de gordura tem 9kcal e vai diretamente para o reservatório ao redor do seu umbigo.

Se 1 + 1 continua a ser 2, então meus caros amigos e amigas, comece a comer menos gorduras, mais proteínas e modere sua ingestão de carbos. Esse é caminho mais curto, simples e eficiente para o emagrecimento saudável e a manutenção do peso. Boa sorte! 
Autor: Fábio Véras
Pesquisa realizada no site:
http://www.fisiculturismo.com.br

quarta-feira, 5 de outubro de 2011